Agrosoy economiza 35% com digital e aplicações localizadas

No intuito de evitar pulverizações desnecessárias no pré-plantio, a Agrosoy economizou 35% no uso de herbicidas ao optar por aplicações localizadas após suporte da ferramenta de agricultura digital Cropwise Protector. A empresa realizou um projeto com mapas de calor da pressão de ervas daninhas e reduziu o número de reentradas no talhão. 

Assessor Técnico na empresa, Idelfonso Baratto conta que, antes do plantio, a lavoura sempre é dessecada e passa por aplicações contra o problema de ervas daninhas. Em geral, uma aplicação não é suficiente. Por isso, Baratto conduziu um projeto de monitoramento de 1 hectare por ponto, em um talhão de 215 hectares, a fim de detectar onde seria preciso reaplicar o produto.

Pontos de monitoramento do talhão 

“Quando fiz a primeira aplicação, vi que não tinha necessidade de refazer toda a área”, conta. Os mapas de calor gerados pelo Cropwise Protector confirmaram a hipótese e revelaram os locais em que as daninhas ainda estavam presentes. Dessa forma, a aplicação foi realizada em apenas 140 hectares, gerando uma economia de mais de um terço na aplicação geral.  

Aplicações localizadas: operação sustentável 

O problema foi corrigido, e Baratto diz que o objetivo é ampliar o projeto para as demais áreas. “Nós vamos continuar e, surgindo a necessidade de aplicação localizada de herbicidas, vamos fazer”, explica o Assessor Técnico da Agrosoy, que tem como prioridade o monitoramento de percevejos nesta safra de soja.

Talhão um mês depois da aplicação 

A Especialista em Transformação Digital da Syngenta Digital Zina Peñuela avalia que o uso desses dados de monitoramento podem ser melhor aproveitados com o uso de outras duas funcionalidades do Cropwise Protector: com o Calendário Inteligente de Aplicações, a empresa registra seu plano e acompanha, ao longo do ciclo, a necessidade de reentradas. A ferramenta replaneja automaticamente as operações seguintes. Já com o módulo de Gestão Financeira, é possível identificar com detalhes a redução de custos. 

“No teste, no monitoramento posterior, eles viram que havia reduzido o uso dos produtos. Com essas duas funcionalidades, querem começar a aplicar localizadamente com os monitoramentos fitossanitários”, conta Peñuela. A operação ganha em redução de custos e erros, mas o maior espaçamento entre as janelas de aplicação tem benefícios também para o meio ambiente, já que a produção se torna mais sustentável.  “É melhor porque usa o que é certo e não tem excesso de produto”, conclui.

Acompanhe nossas redes sociais:
agricultura digitalagrosoyaplicação localizadacropwise protectorsyngenta digital
Comments (0)
Add Comment